Anais do VI Congresso de Letras: Linguagem e Cultura: Múltiplos Olhares, 2007

O ÓCIO NA LITERATURA: DA PREGUIÇA À CONTEMPLAÇÃO

Profa. Drª. Francis Paulina Lopes da Silva

Resumo


Das inúmeras referências ao "otium" na Antigüidade, a herança literária de nossos dias, com ênfase para a noção de ócio segundo Sêneca e ainda o ócio segundo diferentes textos bíblicos: o “tempo vago”, o “retiro”, o “repouso”, a “contemplação da verdade”. Entre a preguiça e a contemplação, alguns vestígios da escritura clássica entre autores místicos: Juan de la Cruz, Teresa de Ávila e na literatura da modernidade: Mário de Andrade, Drummond, Murilo Mendes e outros.

Texto Completo: PDF