Revista de Ciências, Vol. 9, No 25 (2018)

Dificuldades culturais na prevenção contra o câncer de próstata: revisão literária

Rôney Soares de Oliveira, Samuel Facury Berganholi, Jacinto Rodrigues Rocha, Valter Roberto Linardi

Resumo


O câncer de próstata (CaP) é caracterizado pelo crescimento exagerado da próstata e se enquadra no ranking dos 10 tipos de cânceres que mais matam em nosso país e o sexto tipo de câncer que mais acomete os homens. A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) diz que 1 a cada 6 homens de idade superior a 45 anos poderá vir a manisfestar a doença
comum no envelhecimento masculino e que pode ser diagnosticada e tratada precocemente. O Sistema Único de Saúde (SUS) incentiva a realização do exame de prevenção contudo, a demanda é insignificante. A recusa se dá pelo preconceito cultural ou psicológico de que o toque retal
causará dor, constrangimento, desinformação, medo, preconceito acerca dos exames de Antígeno Específico Prostático (PSA) sanguíneo e toque retal. Logo, a importância de reforçar estratégias educativas de profissionais de saúde para a abordagem da prevenção primária eliminando todos os receios que infligem à masculinidade através de palestras, relatos de casos e campanhas de feiras.

Texto Completo: PDF