Revista de Ciências, Vol. 9, No 25 (2018)

A influência de um programa motor associado ao treinamento muscular respiratório na polineuropatia: relato de caso

Wanderson Fagner Gomes, Juliana Carvalho Reis Reis, Yáskara Lessa Lisbôa Ballard

Resumo


A polineuropatia periférica é um dos quadros típicos de acometimento do sistema nervoso periférico, afeta de forma simétrica os nervos periféricos, seus sintomas estão relacionados ao tipo de comprometimento das fibras
nervosas, a qual o indivíduo pode apresentar déficits motores, alterações sensitivas e autonômicas. O presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos de um programa de reabilitação motora e cardiorrespiratória sobre os déficits motores e função pulmonar. A pesquisa foi realizada
com um homem de 20 anos de idade, portador de diagnóstico clínico de polineuropatia periférica. Trata-se de um relato de caso, de caráter experimental, com corte transversal, de abordagem quali-quantitativa. Foi realizada avaliação por emprego de testes funcionais: escala Medical Research Council, escala Medida da Função Motora, Medida de Independência Funcional e goniometria. Testes de função pulmonar:
manovacuômetria, peak flow e índice diafragmático. O indivíduo foi submetido a um programa de fisioterapia motora e cardiorrespiratória
por um período de 16 semanas, com frequência de 3 vezes semanais e duração de 60 minutos. Os resultados foram tabulados no excel®, analisados e apresentados em forma de tabelas. Como resultado, o indivíduo obteve ganho em todas variáveis estudadas, assim o caso clínico apresentado reforça a importância de um programa de intervenção fisioterapêutica proposto para restabelecer as funções neuromusculares,
cardiopulmonares e melhora da qualidade de vida de tais sujeitos.

Texto Completo: PDF