Revista de Ciências, Vol. 9, No 25 (2018)

As implicações da hipertensão arterial associada ao comprometimento renal

Patrícia Souza Pimentel de Oliveira, João Osmany Corrêa Silva, Brendon Arpini Rodrigues, Cláudia Sibele Monteiro, Mônica Isaura Corrêa, Ronny Francisco de Souza

Resumo


O presente trabalho procurou, em essência, atestar a consequência de um trabalho ineficiente no âmbito da APS (Atenção Primária a Saúde), no que diz respeito a complicações da Hipertensão Arterial (HA), principalmente no acometimento renal crônico. Os casos analisados são de pacientes em hemodiálise, que relataram - em questionários semiestruturados - terem evoluído para a condição de DRC (Doente Renal
Crônico) por consequência de HA que poderiam ter sido evitadas e tratadas na APS. Diante dessa condição, três pacientes foram estudados e seus casos apresentados neste projeto, no qual se estabeleceu, ademais, a relação entre o quadro clínico atual desses pacientes com a evolução deste. Destarte, retratados e analisados os contextos clínicos dos casos de hipertensão coligados à insuficiência renal crônica, abstrai-se a imperatividade, mais do que nunca, da protagonização da Atenção Primária, bem como de seus atributos essenciais, sobretudo, a acessibilidade, a integralidade, a longitudinalidade e a orientação comunitária para elaboração de prognósticos mais positivos e, quiçá, para a evasão da complicação renal crônica.

Texto Completo: PDF