Revista de Ciências, Vol. 8, No 1 (2017)

Hipertireoidismo da doença de graves: um relado de caso

Lara Dias Gardoni, Karla Thayse Mendes Soares, Letticia Selles Nacife dos Reis, Manoel Vinícius Vasconcelos Miranda Guzella, Cecília Lopes Nobre, Gustavo Gomes Soares de Sá, Raquel Xavier Ligeiro Dias, Leonardo Soares Prates

Resumo


O hipertireoidismo é a condição clínica na qual a glândula tireoide apresenta um funcionamento inadequado, expresso pelo aumento da síntese e liberação dos hormônios tireoidianos. Tem como principal
causa a Doença de Graves; doença autoimune caracterizada pela produção de autoanticorpos que agem contra a glândula tireoide, desencadeando uma hiperatividade permanente da mesma. Predomina em mulheres na faixa etária entre 20 a 40 anos, cuja apresentação clínica envolve bócio, oftalmopatia e tireotoxicose. Existem três abordagens terapêuticas para tratamento da Doença de Graves: drogas antitireoidianas (DAT), cirurgia e iodo radioativo (131I) e o diagnóstico correto é fundamental antes da terapia ser instituída. O presente trabalho traz o relato da evolução clínica de uma paciente atendida no Centro de Assistência à Saúde da UNEC (CASU), diagnosticada com Hipertireoidismo da Doença de Graves. O tipo de pesquisa é descritiva, através de um relato de caso e, para este fim, foi utilizado o prontuário médico do sujeito da pesquisa, pertencente ao CASU. Paciente do sexo feminino,
31 anos, apresentou um quadro clínico caracterizado por cefaleia, artralgia, mialgia intensa e limitante, prurido generalizado, fadiga ao menor esforço e sudorese. Diante da evolução do quadro clínico e a potencial correlação entre o Hipertireoidismo da Doença de Graves e a Síndrome de Sjogren, o reumatologista suspeitou desta, havendo confirmação do diagnóstico por meio de exames. A incidência da doença,
sua natureza autoimune e suas consequências potencialmente graves justificam a importância deste relato como contribuição científica para compreensão dos mecanismos patogênicos e terapêuticos. Espera-se que este trabalho venha auxiliar a qualidade do atendimento a pacientes portadores da doença na prática clínica.

Texto Completo: PDF