Revista de Ciências, Vol. 5, No 1 (2014)

Saúde ocupacional: quadro social e perfil de adoecimento do professor no Brasil

Josimar Henrique Sampaio Rodrigues, Letícia Afonso Pereira Calil, Manoel Victor Vasconcelos M. Guzella, Raquel Carvalho Ferreira, Daniela Fonseca Genelhu Soares

Resumo


A classe dos trabalhadores professores do Brasil há alguns anos sofre um excesso de responsabilidades no desempenho de suas funções, cumprindo também papéis além da sala de aula. Fato este que acarreta uma sobrecarga física e psíquica ao docente, provocando patologias como a LER/DORT e síndrome de Burnout. O objetivo dessa revisão é
identificar as características do trabalho e suas implicações na ocorrência de doenças nos professores, em particular as patologias
osteomusculares. O levantamento bibliográfico refere-se às publicações selecionadas e analisadas cuidadosamente, através dos bancos de dados eletrônicos Medline e Scielo, bem como dados do Ministério da Saúde. Os artigos existentes defendem o excesso de atividades, a insatisfação
com a remuneração e a falta de valorização do exercício profissional prestado pelos professores como causas bases dessas patologias.

Texto Completo: PDF