Revista de Ciências, Vol. 7, No 1 (2016)

Ocorrência de enteroparasitos em alfaces (Lactuca sativa L.), no Município de Caratinga, Minas Gerais, Brasil

Nídia de Paula Franscisco, Marciléia da Silva Oliveira, Maria das Graças Altera, Wemerson de Castro, Luciene Santana Ferreira, Antonio José Dias Vieira, Lamara Laguardia Valente Rocha

Resumo


O presente estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar o índice de contaminação da alface, Lactuca sativa L., por enteroparasitos, em áreas de produção e posto de venda, no município de Caratinga, Minas Gerais. Foram coletadas 30 amostras em três áreas de produção e 30 amostras em um posto de venda onde as alfaces eram comercializadas. Para a lavagem das alfaces foram utilizados dois métodos, um sobre agitação mecânica constante em um saco plástico e outro com a utilização de um pincel. Foram feitas quatro lâminas de cada amostra e observadas ao microscópio óptico. Todas as lâminas analisadas possuíam pelo menos uma espécie de enteroparasito. Os enteroparasitos mais encontrados foram o protozoário Entamoeba sp., na forma evolutiva de cistos, e ovos e larvas do helminto Ancylostoma sp. As amostras coletadas no posto de venda apresentaram maior índice de contaminação (78%) e as coletadas nas áreas de produção apresentaram um percentual de 46,6%. O alto índice de contaminação encontrado, apresentando uma grande variedade de enteroparasitos, variando entre diversas formas de desenvolvimento, pode estar relacionado com a forma de cultivo das alfaces.

Texto Completo: PDF