Revista de Ciências, Vol. 6, No 2 (2015)

Tratamento fisioterapêutico em fratura de patela: um relato de caso

Mayrane Duarte Silva, Bruna Santos da Silveira, Dillayne de Oliveira Carreiro, Flávia Oliveira Dominato, Marcus Vinicius Nascimento de Souza, Celso Simões Caldeira Júnior, Camila Beltrame de Souza Caldeira

Resumo


Fraturas patelares são patologias pouco frequentes, prevalentes em adultos jovens do sexo masculino, representando 1% das fraturas totais. São classificadas através de dois aspectos principais: característica do traço da fratura e presença de exposição óssea; fatores que influenciam diretamente na escolha do tratamento a ser empregado, dentre as diversas possibilidades terapêuticas. Objetivou-se relatar o caso de uma paciente idosa, do sexo feminino, com diagnóstico de fratura patelar à direita e a abordagem e conduta fisioterapêutica, assim como a evolução deste caso. O tratamento fisioterapêutico baseou-se em alívio do quadro álgico; redução do edema; aumento da ADM e força muscular, além de estímulo proprioceptivo no intuito de reabilitar a marcha e a função, bem como melhoraria na qualidade de vida da paciente. Após 13 sessões de fisioterapia, a paciente apresentava abolição do quadro álgico, com episódios esporádicos de edema localizado - geralmente após esforço físico ou ortostatismo prolongado, ADM de 180º de extensão e 60º de flexão do membro acometido, além de conseguir deambular sem dispositivo de auxílio para marcha. Após 30 dias seguidos em tratamento fisioterapêutico a paciente recebeu alta ambulatorial, com reabilitação total do quadro, estando apta para atividades físicas em grupo de terceira idade no qual participa ativamente, além de ter mantido total independência para atividades e locomoção, não apresentando nenhum comprometimento em sua qualidade de vida. Conclui-se que a atuação multidisciplinar adequada e principalmente um plano de tratamento fisioterapêutico bem planejado e executado, além da participação e envolvimento da paciente é fundamental para um processo de reabilitação satisfatório.

Texto Completo: PDF