Revista e-saúdecasu, Vol. 2, No 1 (2017)

Perfil de pacientes diabéticos assistidos em um Centro de Assitência a Saúde do Leste de Minas Gerais

Vanelise Cristina da Silva Abreu, Ludyane de Freitas Almeida, Kelle Gomes Cruz, Andreza de Paula Santos Epifânio

Resumo


Objetivos: Analisar o perfil de pacientes portadores de diabetes mellitus atendidos em um centro de assistência a saúde do leste de Minas Gerais. Método: Trata-se de um estudo e quantitativo aonde foram coletados dados referentes ao mês de maio, junho e julho de 2017. Os dados foram tabulados em uma planilha do Excel e posteriormente foi realizada uma análise estatística. Resultados: Dos 46 indivíduos observados neste estudo cerca de13% apresentam diabetes mellitus do tipo 1 e 87% diabetes do tipo 2; sendo que a maior parte dos pacientes são do sexo feminino (N= 26; 56,5%); 82,6% desses indivíduos são tabagistas e 91,3% dizem não consumir bebida alcoólica. Ainda foi possível observar uma prevalência aumentada de hipertensão nessa população de 84,8% e dislipidemia de 76,1%. Quanto aos resultados bioquímicos séricos encontramos: Glicemia em jejum de 143,4 (45-783); Triglicerídeos
de 111,5 (38-505); Glicemia pós- prandial de 200 (35-480); HDL de 44,45 (22-77); LDL de 66,9 (80-244); Creatinina de 0,86 (0,58-1,01); Colesterol total de 164 (121-338) e Hemoglobina Glicada de 9,1 (5-16). Das associações realizadas com os exames bioquímicos, a única que apresentou significância estatística foi o diabetes com a hemoglobina glicada (p=0, 043). Conclusão: Diante do exposto, observamos maior prevalência de diabetes tipo 2 sendo que, a maioria são tabagistas a vários anos e possuem hipertensão e dislipidemias. Esse estudo não apresentou associação de marcadores bioquímicos de dislipidemia e de doença renal crônica com o diagnóstico de diabetes.

Texto Completo: PDF